sexta-feira, 11 de junho de 2010

Recesso - COPA DO MUNDO :)


Não que eu esteja sendo muito atenciosa com esse blog, mas peço licença a (s) pessoa (s) que por ventura (ou descuido) vierem até aqui nesse mês de Junho porque vou estar exclusivamente ligada na Copa e por isso estarei mais ausente ainda!




Tenho planos para voltar a ativa tá?




E você, vai ver também Poxa.


:**
Sorte Braseeeellllllllll!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Chefe é chefe.




Tá certo que conseguir se manter por muito tempo no mesmo emprego tem seus lados positivos.
Se a galera é legal e o ambiente de trabalho também consequentemente você fica muito mais a vontade para fazer o que sabe de melhor. Pega o jeito das pessoas, dos clientes (se é que você tem que ter um) e o cotidiano se torna mais gostoso de ser vivido (não esquecendo que nada é 100% um mar de rosas).
Recentemente sai da agência que trabalhei por quase 1 ano e meio. Lá fiz grandes amigos, aprendi tudo que sei hoje, mas resolvi ir pro "outro lado do balcão".
Acabou que não deu certo. E o que aconteceu? vim pra outra agência.
É engraçado como empresas de um mesmo ramo num mercado minúsculo como o que vivemos são tão (tão, tão) diferentes.
Os chefes da outra agência eu tive tempo de desvendar, daqui ainda não. Mas tenho certeza que na essência são todos iguais e provavelmente no dia que eu for chefe também serei assim.
Tô longe de ter uma agência pra chamar de minha. E também nem gostaria de ter uma, mas estava perambulando pelo site CHMKT e achei um fragmento de um texto de Peter Madden divulgado na Advertising Age que muito me chamou a atenção prevendo meu futuro "reinado".
O texto se chama Twenty Things I've Learned After 40 Years Living and 10 Years Running an Agency’. Como o título diz, ele conta 20 aprendizados que teve, em seus 40 anos de vida, na frente de uma agência que acaba de completar 10 anos: a AgileCat.
Segue para os que tem a mesma vontade que eu:

20 lições para donos de Agência (ou não)


1. Perceba o que você faz bem, e o faça o tempo todo. Perceba o que você faz mal, e pare de fazê-lo completamente (e coloque a pessoa certa para fazer essas coisas para as quais você não leva jeito).

2. Se você deseja colocar um ponto de vista que seja aceito, pare de gritar (ou continue gritando e seja visto como alguém ridículo).

3. Trabalhe muito nas suas apresentações à sua equipe, assim como você trabalha nas apresentações para prospects e clientes.

4. Conte aos seus clientes quando você fizer diferente e como poderia ser diferente. Eles já sabem que você errou, mas apenas querem ouvir isso de você.

5. Confie nos seus instintos. Você pode entrevistar um candidato a empregado ou cliente 10 vezes, eles podem dizer e fazer as coisas certas, mas, se você não se sente confortável, algo pode está errado.

6. Leia o livro ‘Never Eat Alone’, do Keith Ferrazzi e pare de distribuir seu cartão de visitas como faz um vendedor de automóveis.

7. Apenas um em cada 10 consultores vão, realmente, te ajudar. Encontrá-lo é a tarefa mais difícil. O consultor certo, certamente, fará as perguntas que você odeia.

8. Faça trabalhos voluntaries para organizações não-lucrativas que estão tentando transformar o mundo em um lugar melhor. Você terá ganhos muito maiores de atitudes assim.

9. Não seja obsessivo pelas finanças. Você ficará perdido nelas e esquecerá qual é a essência da sua agência. Quando penso no meu placar no golfe, jogo mal. Aplico isso a tudo.

10. Você está completamente desesperado, nervosa, preocupado e perdendo o sono por algo relacionado ao seu negócio? Isso é estar vivo. Agora, acalme-se, mexa-se, e siga adiante.

11. Convide o dono de agências com as quais você concorre para tomar uma cerveja. Ou você irá a.) realmente se dar bem com a pessoa e aprender muito ou b.) odiá-lo e adorar derrotá-lo.

12. Sobre a número 11, 99% das vezes será o item ‘a.’. Você falará sobre sua família mais do que trabalho e isso se tornará algo comum.

13. Você não está agradecendo as pessoas que trabalham pra você o suficiente.

14. Alguém que trabalha para você acabou de discordar de alguma decisão que você quer tomar? Ótimo. Mantenha essa pessoa por perto o máximo possível.

15. Concorrências são um completo desperdício de tempo. Mas é divertido competir.

16. Faça festas na agência (sem motivos), não importa o quanto o espaço é simples ou grandioso. O que importa são as pessoas no local, a boa música e não pode faltar cerveja gelada.

17. Desligue seu Blackberry / iPhone nas reuniões.

18. Uma ligação telefônica de 5 minutos é igual a 12 e-mails impessoais – indo e vindo. Além disso, você conhece alguém de uma maneira muito melhor.

19. Telefone para os homens de negócio que você respeita na sua comunidade. Convide-os para almoçar e busque seus conselhos. Geralmente, quanto maior o indivíduo, mais generoso eles são com seu tempo e aconselhamento. Um bom mentor é igual a 100 consultores.

20. Escreva notas pessoais agradecendo as pessoas que você encontra e que fazem parte da sua vida. Além da morte e dos impostos, só há outra certeza na vida, seja quem você for: é empolgante receber uma nota escrita a mão.



Entende?


Bom feriado People! Falando nele, nem sei se a agência vai enforcar. Mas se num for eu nem ligo. Enforquei os últimos 2 meses mesmo.
:)