quarta-feira, 31 de março de 2010

Música de QUARTA - Jú Giori

LUCKY - Jason Mraz & Colbie Caillat

Quem não lembra do Jason no Faustão cantando com a Dani Suzuki?



ai aiii..


By Ju

(Amiga, que saudade que me deu de você hoje! =/)

sexta-feira, 26 de março de 2010

Zé Mario Online! Tudo que eu queria.


Pelo menos esse num se estressa fácil.

I wanna be...rich

Se o Señor Abravanel me perguntasse agora se eu já sabia o que fazer com 1 milhão de reais em barras de ouro (que valem mais que dinheiro) que eu acabei de ganhar nas Rodas da Fortuna, teria a resposta na ponta da língua:



Essas coisas MARAVILHOSAS (e muitas outras) eu encontrei no : AL CORO.
Um anelzinho "simplinho" desse sai pela bagatela de +- 3.119 EUROS.

De acordo com minhas contas ainda iam sobrar mais ou menos R$ 2,75.

Só não da pra acreditar que ainda existe homem que diz que é difícil agradar mulher, ai ai. 

:)


Baila Comigo!

Hoje não é Quarta mas me deu vontade de postar uma música que traduz meus sentimentos de todas as Sextas Feiras.
Vontade de sair por aí, sozinha, como se fosse mesmo dona do meu próprio narizinho.


Baila Comigo
Rita Lee


...Se Deus quiser
Um dia eu quero ser índio
Viver pelado
Pintado de verde
Num eterno domingo
Ser um bicho preguiça
Espantar turista
E tomar banho de sol
Sol!...

Se Deus quiser
Um dia acabo voando
Tão banal assim
Como um pardal
Meio de contrabando
Desviar do estilingue
Deixar que me xingue
E tomar banho de sol...

Baila Comigo!
Como se baila na tribo
Uh! Uh! Uh!
Baila ba, ba
Baila Comigo!
Lá no meu esconderijo
Ai! Ai! Oh!
Baila Comigo!
Ah! Ah! Uh! Uh!
Como se baila na tribo
Baila ba, ba
Baila Comigo!
Lá no meu esconderijo
Ai! Ai! Ai!...

Sol! Sol! Sol!...

Mas enquanto isso não acontece, Venda Nova, frio, coberta, família, amigos, churrasco e aniversário do meu ídolo teens. Jp!



Amor e tosse, impossível ocultá-los.
George Herbert








A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar...
Antoine de Saint-Exupéry


quinta-feira, 25 de março de 2010

Brigaderia - Tentaçãaaao!

Pra quem procurava uma solução original pra presentear nessa Páscoa apresento a saída. Nunca ví nada tão simples e diferente ao mesmo tempo: uma brigaderia!

Tem brigadeiros de:

Ao leite, Branco, Casadinho, Meio Amargo, Amêndoas, Macadâmia (c/ brigadeiro branco), Paçoca, Cocadinha, Nutella (c/ cobertura de avelã), Vanillacookie (c/ brigadeiro branco), Doce de leite, Pistache, Chococookie (c/ brigadeiro ao leite), Xerem de Castanha de Cajú e Limão.
 Dá uma olhada nas imagens!



Pra melhorar ainda tem a opção dos brigadeiros de colher. Dá pra acreditar? Posso pedir daqui do conforto da minha casa!
Os sabores desses são: Ao leite, Branco, Casadinho, Meio Amargo, Amêndoas, Paçoca, Cocadinha, Vanillacookie, Chococookie, Limão, Nutella, Ovomaltine e Doce de Leite
Eles vem de 3 em 3 numa caixinha perfeita pra presentar,ó :


Já to fazendo o meu pedido.
Quem quiser ver mais acesse : Brigaderia.

To num dia gordo hoje né?

Cupcakes por toda parte.

Não tem um blog que eu não fuço que não tem pelo menos uma figurinha de um Cupcake. Eles estão nos blogs de acessórios, nos brechós,  de maquiagem, de moda, em qualquer lugar.
Cá pra nós eles são mesmo tão lindos quanto parecem ser gostosos, e cabem aqui também:






Nham, nham, nhamm!
Quero muito uma bandeja inteira cheia de cupcakes. xD

quinta-feira, 18 de março de 2010

Comer, Rezar e amar. Até que enfim o filme!

Achei o primeiro trailer do filme Comer, Rezar e Amar.
É incrível como o guru parece com o que eu imaginei enquanto lia o livro.




Ansiosa é pouco!

quarta-feira, 17 de março de 2010

Música de QUARTA - Jú Giori

O que parecia impossivél aconteceu, a Jú está de volta! Pelo menos por aqui :)

A música escolhida pra hoje é Encontro de Maria Gadú.

Sai de si 
Vem curar teu mal
Te transbordo em som
Põe juizo em mim
Teu olhar me tirou daqui
Ampliou meu ser
Quero um pouco mais
Não tudo 
Pra gente não perder a graça no escuro
No fundo
Pode ser até pouquinho
Sendo só pra mim sim

Olhe só 
Como a noite cresce em glória
E a distância traz 
Nosso amanhecer
Deixa estar que o que for pra ser vigora
Eu sou tão feliz
Vamos dividir

Os sonhos
Que podem transformar o rumo da história
Vem logo
Que o tempo voa como eu
Quando penso em você

Olhe só 
Como a noite cresce em glória
E a distância traz 
Nosso amanhecer
Deixa estar que o que for pra ser vigora
Eu sou tão feliz
Vamos dividir

Os sonhos
Que podem transformar o rumo da história
Vem logo
Que o tempo voa como eu
Quando penso em você




Ouça:



Valeu Juu! Beijão

segunda-feira, 15 de março de 2010

Ziraldo

Me derreto lendo coisas do Ziraldo desde quando minha irmã mais nova tinha 6 anos. Ou 5.
Não que eu também não tivesse sido obrigada a ler Ziraldo na escola, mas elas se encantou de um jeito com um projeto que a professora fez na época que todo mundo lá de casa ficou assim por um tempo: dependente.
Nessa mesma época nós fomos de férias ara a Terra Encantada no Rio de Janeiro, embarcamos e adivinha quem estava no avião? Aham!
Todo mundo ficou louco, era a maior coincidência do mundo. Ela falava dele o tempo todo e ele estava aonde? na nossa frente. Sentado e sorrindo com aqueles cabelos e sobrancelhas grossas branconas.
A Marina pasma, nos também! Uns dias depois fotos reveladas e cópias pela escola interira. Foi assim que Marina se tornou famosa na escola.

Apresentações a parte, achei aqui uns desenhos que ele fez pra uma Campanha ante-fumo de 1979.
Não são tão agradáveis de se ver quanto o Menino Maluquinho mas é Ziraldo vale a pena!





Tão antigo e tão moderno ao mesmo tempo. (L)

quarta-feira, 10 de março de 2010

Por favor, me ajudem a demolir minha escola.

Toda criança tem tendências a fazer coisas épicas, entenda coisas como quiser, mas essa criança do vídeo superou qualquer expectativa.





Quem nunca teve vontade de explodir lugares com pessoas específicas dentro?

terça-feira, 9 de março de 2010

Adeus Jaquice!



Eu já entrei e sai da academia umas quatro vezes na vida. Sempre entro super empolgada e dois ou três meses (e olhe lá) depois nem lembro que estava matriculada.
Durante o ano passada eu consegui ganhar seis quilos. Quando dei por mim coloquei a roupinha e fui bater perna no calçadão junto com meu pai.  De fato uma companhia melhora e muito seu desempenho, fora que como tempo que eu tinha com ele andando pra lá e pra cá eu podia por o papo em dia de maneira mais descontraída.
Junto com a caminhada conseguimos manter um cardápio mais light, que por sinal me custou bem caro.
Dois meses depois eu consegui perder três quilos! 
Calhou que era época das minhas férias e fomos pro paraíso dos obesos, os Estados Unidos. Hamburgers mais tarde descobri que tinha conseguido manter o peso, afinal de contas a bateção de pernas era digna de uma dieta de no mínimo 3.000 calorias (quem dera!).  
Mas quando voltamos pra casa desistimos de vez nunca mais andamos e pior ainda o cardápio noturno voltou a ser uma loucura.
Em Dezembro combinei com uma amiga de entrarmos na academia assim que 2010 começasse. O ano começou, veio Janeiro, veio Fevereiro e ontem (08/03) conseguimos entrar na academia.
Fomos atras de uma aula experimental de Spinning.
Eu particularmente adoro Spinning, ficar toda suada é um sinal bom. E lá fomos nós.
Voltamos acabadas, com o bumbum moído de ficar rebolando naquele banco mini, mas recompensadas.
Ginastica faz mesmo bem, com o aperto que passei durante a aula resolvi comer salada no jantar. Acordei com o bumbum doendo mais ainda, mas mesmo assim hoje a noite eu estarei lá com meus três cheques pré-datados na mão.
Afinal de contas, voltei a ser uma malhadora!
;)

sexta-feira, 5 de março de 2010

Surda :)

Dizem que num reino bem distante existiam uns sapinhos que organizavam anualmente uma competição.
O objetivo era alcançar o topo de uma torre muito alta.

Uma multidão juntou-se em volta da torre para ver a corrida e animar os competidores...
A corrida começou...
Sinceramente:
Ninguém naquela multidão toda realmente acreditava que sapinhos tão pequenos pudessem chegar ao topo da torre.
Eles diziam coisas como:

"Oh, é dificil DEMAIS!!

Eles NUNCA vão chegar ao topo."

ou:

"Eles não têm nenhuma chance de sucederem. A torre é muito alta!"


Os sapinhos começaram a cair. Um por um...só alguns poucos continuaram a subir mais e mais alto.

A multidão continuava a gritar


"É muito difícil!!! Ninguém vai conseguir!"


Outros sapinhos cansaram-se e desistiram, mas UM continuou a subir, e a subir...

Este não desistia!

No final, todos os sapinhos tinham desistido de subir a torre. Com excepção do sapinho que, depois de um grande esforço, foi o único a atingir o topo!

Naturalmente, todos os outros sapinhos queriam saber como ele conseguiu?

Um dos sapinhos perguntou ao campeão como ele conseguiu forças para atingir o objetivo?

E o resultado foi...

Que o sapinho campeão era SURDO!!!!


A moral da história é:

Nunca dês ouvidos a pessoas com tendências negativas ou pessimistas...

...porque eles tiram de ti os teus sonhos e desejos mais maravilhosos. Aqueles que tu tens no coração!

Lembra-te sempre do poder das palavras.

Porque tudo o que tu ouves ou lês irá afectar as tuas ações!

:) 

O valor das palavras de uma mulher

Semana passada a Karla, minha nova companheira de sala, me emprestou o livro "O valor das palavras da mulher". Como eu estava atolada de coisas pra fazer e não conseguia fazer nada, dei as costas pra tudo e grudei no livro.
O livro, como ela, tinha um pouco de evangélico, mas nada que me impedisse de ler. Em minutos lí tudo.
Ele ensinava nada mais do que pensar pra falar. Eu sinceramente preciso treinar minha cabeça pra isso, não que não pense pra falar. Mas reajo diferentemente as pessoas, sou capaz de completar um mês sem dizer nada num ambiente que não me sinta bem ou que me vejo sempre a uma respiração de criar uma confusão. Definitivamente não é a minha intenção e por isso, me mantenho quieta o tempo que for preciso. Com outras pessoas me sinto tão bem que sou capaz de falar sem parar durante uma viagem de ônibus de Vila Velha a Tokyo.
O problema é que eu ainda não me acostumei a prestar atenção na real vontade dessas pessoas que me deixam tão a vontade de me ouvir. As vezes elas riem, e eu acho que é porque gostam, mas podem não gostar porque eu mesma faço isso com pessoas que eu não suporto ouvir.
As vezes emitem um lonnnnnngo silêncio até que eu me toque, ou não.
Analisando o valor da palavra de mulheres ou homens, tanto faz, o que você diz e como diz, pra mim eu sou mesmo é uma maritaca. E preciso definitivamente me policiar!

Pras maritacas que também precisam indico: O valor das palavras de uma mulher (Dianna Booher).